Distúrbios do Sono


Tire sua dúvida...

sonoexcessivo

Olá Dr. Marcelo, me chamo Elaine e tenho 42 anos. Há mais de 3 anos fico horas na cama até pegar no sono e, quando durmo, acordo várias vezes no meio da noite. Atualmente só durmo com remédios "tarja preta" e, mesmo assim, me sinto como se não tivesse dormido realmente. Isso me deixa muito mal. Me ajude por favor.

Dr. Marcelo Andrade - Olá Elaine, em primeiro lugar você deve se tranquilizar. Você está sofrendo de insônia crônica, um distúrbio do sono que, apesar de ainda comum, tem tratamento quando corretamente abordado. Apesar de parecerem iguais, existem mais de cem causas e tipos de insonias diferentes, e identificar qual a causa e o tipo de cada insônia é o primeiro passo fundamental para o adequado tratamento. Pelo que percebi você apresenta tanto insônia INICIAL (dificuldade em "pegar no sono") quanto insônia DE MANUTENÇÃO (dificuldade em manter o sono após ter conseguido adormecer).

Em boa parte dos casos, a insônia não é uma DOENÇA, e sim um SINTOMA ou um SINAL de que algo está errado. Deste modo, começar a usar um remédio para dormir sem buscar a causa para o problema é como usar um remédio para baixar uma febre sem procurar entender o que a causou. Poderá apenas mascarar o problema e no futuro ele poderá se tornar mais grave. Por exemplo, a insônia pode ser decorrente de alterações hormonais, doenças renais, cardíacas, respiratórias, neurológicas ou psiquiátricas. Não raro ainda, pode ser causada por alguma medicação de uso diário ou inadequados hábitos e comportamentos. Uma boa entrevista médica, com um bom exame físico serão suficientes para diagnosticar tais alterações em boa parte dos casos. Em outros casos, porém, pode ser necessário exames laboratoriais ou outros exames mais específicos.

Uma causa frequente de insônia é a chamada INSÔNIA PSICOFISIOLÓGICA. Todas as pessoas podem experimentar um período de insônia PROVOCADA por um momento transitório de ansiedade, tristeza, depressão ou mesmo estresse. Normalmente a insônia dura alguns dias e resolve-se espontaneamente após alguns dias. Mas quando isso ocorre com indivíduos com alguma predisposição genética e psicológica, a insônia pode se prolongar dor dias e meses além daquele momento transitório. Simplesmente SEM entender o motivo de não dormir, a pessoa passa a se apavorar todas as noites e começa a RACIONALIZAR o ato de dormir. Só que dormir é como respirar: é a satisfação de uma necessidade fisiológica e fazemos melhor quando não pensamos sobre o ato em si. Se pensarmos em nossa respiração podemos começar a respirar errado e sentirmos falta de ar. Assim também é com o sono. Pensamentos como "PRECISO DORMIR AGORA!!", "SE NÃO DORMIR, AMANHÃ ESTAREI PERDIDA" são comuns nesta fase e assim, cada vez mais, distancia o AUTOMATISMO do sono.

Outro fato que percebi no seu caso Elaine é que você passou a recorrer aos remédios, provavelmente, sem traçar um plano para deixar de usá-los posteriormente. Ou seja, você tentou sempre solucionar o problema a curto prazo e ao invés de resolver, o problema foi apenas aumentando como uma bola de neve. O uso de hipnóticos e psicofármacos sem orientação médica, foi provavelmente o principal fator que levou a cronicidade de sua insônia. Os medicamentos recebem uma "tarja preta" em sua caixa por 2 motivos: 1) eles causam um fenômeno chamado TOLERÂNCIA: com o passar do tempo você necessitará de doses cada vez maiores para produzir o mesmo efeito no seu cérebro. 2) devido à tolerância, esses medicamentos têm o risco de levar à DEPENDÊNCIA QUÍMICA, de forma semelhante ao que ocorre com outras drogas. Além disso, esses medicamentos "tarja preta" reduzem a fase profunda do sono e a fase REM (fase dos sonhos), interferindo com a qualidade do sono. Por isso você tem a sensação de um sono não restaurador como o sono normal. O uso prolongado destes remédios pode levar à probemas de memória, atenção, aprendizado e até reduzir a libido. Assim estes medicamentos devem ser utilizados apenas por curtos períodos de temp, sempre com orientação médica e um adequado planejamento para a sua retirada o mais breve possível.

Como falei inicialmente, a primeira coisa que deve fazer é ficar tranquila. A sua insônia crônica tem tratamento. Procure um bom especialista em Medicina do Sono e ele poderá lhe ajudar a resolver o problema da melhor forma. Um Abraço. Desejo-lhe noites bem dormidas num futuro próximo.

 

Voltar



R. Peixoto Gomide, 515, Conj 74 - Jardim Paulista, São Paulo-SP. CEP: 01409-001.
Tel: (11) 2507-5896 / 3774-5896 | Copyright © 2010 www.disturbiosdosono.com
Design by Dr Marcelo Andrade | Supported by www.uolhost.com .br
Estrutura Pacote Web 1.0 - Customizado